6 dicas para fazer PSP do jeito certo

6 dicas para fazer PSP do jeito certo

A CEO Luciana Garcia Lauretti da Azimute descreve as boas práticas e as melhores maneiras de iniciar e manter uma iniciativa de suporte ao paciente.

À medida que o ambiente da saúde continua a evoluir, as iniciativas de apoio ao paciente estão se tornando cada vez mais importantes. Programas efetivos que apoiam o paciente desde o diagnóstico até o tratamento e, em última análise, até os resultados podem fazer uma diferença fundamental em sua saúde e qualidade de vida.

Cada vez mais os pacientes têm acesso a informação por meio da internet, que pode contribuir ou fortalecer o processo de tratamento. Contar com um programa personalizado ajuda o paciente a entender a importância do tratamento. Quando se trata de doenças crônicas os pacientes também precisam constantemente de incentivo e apoio para aderir a um plano de cuidados.

A AzimuteMed fornece programas de suporte ao paciente com boa relação custo-benefício. Apesar das diferenças entre os mercados, o objetivo final é melhorar os resultados dos pacientes.

Aqui estão 6 passos para o planejamento de um programa bem-sucedido de apoio ao paciente, com base na experiência de 25 anos.

1 – Equipe Interna

O gerente designado para liderar o programa deve entender a importância de todos os envolvidos. Entender o que o programa está tentando alcançar e seu papel no sucesso é fundamental. Também ajuda a tornar o papel muito recompensador, pois eles percebem a diferença que seu trabalho está causando aos pacientes e à sua saúde.

2 – Entender do Assunto

PSP como fazer do jeito certo
Como fazer PSP programa de suporte ao paciente do jeito certo

O tratamento do paciente e os principais marcos dessa jornada são diferentes para cada pessoa e doença. A inscrição nos programas da AzimuteMed são simples e garante ao profissional médico e paciente uma experiência positiva para todas as partes envolvidas. Nossa missão é estar prontos para ajudar e responder todas as perguntas referente à doença e tratamento.

Para aqueles que vivem com uma condição crônica há vários anos podem precisar de ajuda para mudar seu comportamento. Para conduzir estes pacientes de forma pró ativa e com o apoio necessário a AzimuteMed possui equipe composta por profissionais da saúde, enfermeiros, prestadores de cuidados, coach e psicólogos.

3 – Programas individualizados

Não importa se o papel do programa é simplesmente lembrar os pacientes de tomar um remédio em uma determinada hora do dia, ou algo mais complexo envolvendo mudanças comportamentais.

Nossa metodologia permite que o paciente seja conduzido durante o programa de forma individualizada e com seus métodos preferidos de comunicação e maneiras de responder ao suporte.

4 – BI – Softwares de Inteligência

Os dados são monitorados e avaliados de uma ampla variedade de fontes, para avaliar o progresso do paciente no programa e torná-lo ainda mais consistente e compatível para diferentes regiões do Brasil.

5 – Metodologia

A AzimuteMed cumpre todos os regulamentos e as estruturas legais em cada programa desenvolvido com sua equipe e departamentos totalmente integrados que leva em consideração os diferentes protocolos da indústria farmacêutica, de doenças e padrões de atendimento no Brasil. Nossa missão é garantir uma aplicação consistente de padrões e medições em todos os programas.

6 – Conectando vidas

Os programas se tornam mais eficazes quando unimos o paciente com os provedores de cuidados de saúde certos, família e vários profissionais de saúde apropriados.

Cada programa possui sua complexidade podendo se necessário envolver enfermeiros especialistas, psicólogos do comportamento em saúde, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, conselheiros de apoio ao paciente e nutricionistas, entre outros.

Todos eles são recrutados e treinados dentro do programa da AzimuteMed, o que demanda tempo, experiência e financiamento.

Programa de suporte ao paciente e diagnóstico
Programa de suporte ao paciente e diagnóstico
error: Conteúdo Protegido!