Como prevenir a asma em tempos de COVID-19

Como prevenir a asma em tempos de COVID-19

Você sabe o que é asma?

A asma também é conhecida como bronquite asmática ou como bronquite alérgica. É uma doença que acomete os pulmões e também a inflamação crônica dos brônquios (tubos que levam ar para dentro dos pulmões). Se não tratada, pode levar à morte. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), 235 milhões de pessoas sofrem de asma no mundo atualmente. No Brasil, o Ministério da Saúde estima que haja cerca de 6,4 milhões de asmáticos.

O que acontece durante uma crise de asma? 

Crises asmáticas podem ser provocadas por reações alérgicas a elementos como pelos de animais, mofo, ácaro e fumaça. Durante o processo, uma proteína chamada imunoglobulina e/ou IgE reage à presença dos agentes estranhos e libera substâncias como a histamina, que aperta os brônquios e contrai a musculatura. Isso dificulta ainda mais a passagem do ar, enquanto substâncias inflamatórias provocam uma superprodução de muco.

Tipos de asma

 Asma alérgica: a asma alérgica é a mais comum. Se inicia na infância, tende a melhorar na adolescência e volta a piorar na idade adulta. A alergia é desencadeada pela inalação de substâncias como poeira, pólen, mofo, pelos de animais, produtos químicos, dentre outros.

 Asma não alérgica: é desencadeada por situações ou substâncias não alergênicas, como ar seco, clima mais frio, cigarro – seja fumante ativo ou passivo, perfumes, estresse, etc.

 

O inverno e o COVID-19

 A chegada do inverno e suas mudanças climáticas também podem disparar os sintomas da asma, um perigo ainda maior nos dias atuais por conta da pandemia do COVID-19. Em alguns casos, o vírus pode provocar infecção no pulmão levando a uma reação inflamatória, que em pessoas com problemas de asma pode ser fatal.

Para prevenir esse tipo de infecção é importante que os asmáticos evitem o contato com pessoas doentes, lavem as mãos com água e sabão com frequência e limpe as superfícies de locais e objetos tocados por várias pessoas, como maçaneta, controle remoto, mesa, interruptores, etc. Evitar o uso de produtos de limpeza que podem desencadear uma crise de asma e evitar locais com aglomeração de pessoas.

 O sintoma mais grave do coronavírus é a falta de ar, que pode ser facilmente confundida com um dos sintomas da asma. Neste caso é preciso observar outros sintomas associados, no caso do COVID-19 é comum haver febre e tosse seca. Em caso de dúvidas, é importante buscar ajuda médica.

 Conheça os sinais e sintomas da asma

  • Tosse
  • Chiado no peito
  • Falta de ar
  • Respiração ofegante
  • Nas crises mais graves, taquicardia, suor, dor no peito

 Conheça os fatores de risco que podem levar ao desenvolvimento e crises asmáticas

  • Cigarro
  • Doenças virais
  • Poluição
  • Mudanças bruscas de temperatura
  • Ar seco
  • Esforço físico
  • Estresse
  • Ácaros
  • Predisposição genética

 

Como diagnosticar a asma?

Para fazer o diagnóstico é necessário avaliar o histórico de dificuldades respiratórias, envolvendo a frequência e horário em que elas costumam ocorrer. Também é solicitado raio x do tórax e testes de alergia. Esses procedimentos auxiliam na investigação da doença. O especialista também poderá solicitar o exame de espirometria, que mede a quantidade de ar que a pessoa consegue expirar e aspirar.  Com este exame também é possível identificar a gravidade do quadro infeccioso.

 

O tratamento da asma

É importante que o asmático siga as recomendações e prescrições do médico, a asma é uma doença que requer um cuidado contínuo. O tratamento consiste em medicamentos e dosagens específicas para cada caso, indo de broncodilatadores até anti-inflamatórios com corticoides.

 

Alimentos que ajudam a aliviar os sintomas 

Paralelo à medicação, a alimentação pode amenizar os sintomas da asma. Alguns alimentos anti-inflamatórios melhoram a imunidade e podem trazer benefícios ao quadro.

Peixes

Ricos em ômega 3, são os mais poderosos anti-inflamatórios da alimentação. O ômega 3 também é antioxidante e ajuda a preservar as células contra a ação dos radicais livres que enfraquecem o sistema imunológico.

Leite e ovos

São as melhores fontes de vitamina D e fortalecem o sistema imunológico, tornando os sintomas da asma mais amenos. Para maximizar a absorção da vitamina D pelo organismo é importante se expor à luminosidade do sol por pelo menos 10 minutos diariamente, mesmo que o dia esteja nublado – os raios solares atravessam as nuvens e atuam independentemente do clima.

Folhas verde-escuras

Espinafre, rúcula e agrião, entre outras folhas deste tipo, são riquíssimos em magnésio, o mineral com maior potencial vaso e broncodilatador da natureza. Quando consumidas diariamente, podem ajudar a melhorar a respiração.

Banana

Sua concentração de potássio diminui principalmente o sintoma de falta de ar causado pela asma.

Maçã

Contém vários fitoquímicos antioxidantes (entre eles quercetina e ácido clorogênico) que, assim como o ômega 3 dos peixes, melhoram a função respiratória.

Gengibre

É rico nos bioativos anti-inflamatórios polifenol e flavonoide.

 

Evite consumir

Alimentos processados

Com teor elevado de gorduras saturadas e transgênicas, eles entram no sangue muito rapidamente e desencadeiam um processo inflamatório geral no organismo – o que inclui, naturalmente, as vias respiratórias. Nesta categoria de alimentos estão embutidos (salsichas, peito de peru, presunto e mortadela, por exemplo), açúcar refinado e refrigerantes.

 

Quer saber mais sobre essa doença?

Assista o vídeo com a especialista Gabriela Reis. 

Se inscreva no canal da Azimute Med. 

 

Leia agora: Descubra como prevenir doenças respiratórias em tempos de COVID-19

 

Fontes:

https://saude.abril.com.br/medicina/tudo-o-que-voce-precisa-saber-sobre-asma/

https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2019/02/15/tem-asma-veja-7-alimentos-que-ajudam-a-aliviar-os-sintomas.htm

https://alergia.leti.com/pt/asma-alergica_15953

https://drauziovarella.uol.com.br/coronavirus/coronavirus-pessoas-com-asma-tem-maior-risco-de-complicacoes/

https://saude.novartis.com.br/asma-grave/tipos-de-asma/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

error: Conteúdo Protegido!