A obesidade e o avanço da ciência

A obesidade e o avanço da ciência

Engana-se quem acredita que a obesidade é resultado apenas de maus hábitos alimentares e falta de exercícios físicos regulares. A obesidade é uma doença crônica multifatorial e a genética tem um papel importante no mapeamento e detecção da doença. Ela não é um problema de cunho unicamente estético, mas sim de saúde.

De acordo com o Ministério da Saúde, a obesidade aumentou 67,8% nos últimos 10 anos. 55,7% da população está acima do peso, o que contribui para o surgimento de doenças cardiovasculares, refluxo gastroesofágico, cirrose entre outras doenças.

Segundo a ABESO (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e a Síndrome Metabólica),  até 2025 2,3 bilhões de adultos estarão com excesso de peso e o número de crianças poderá chegar a 75 milhões.

A melhor forma de combater a obesidade começa na prevenção. Se diagnosticado, quanto mais cedo o tratamento se inicia, melhor a qualidade de vida do paciente. Atualmente, uma dieta equilibrada e a prática de exercícios físicos são a base do tratamento para controlar o peso. Com uma avaliação médica e nutricional, com a conscientização do paciente, é possível avaliar o caso e prosseguir com uma série de tratamentos alternativos além da cirurgia bariátrica.

Inibidores de apetite e a obesidade

A utilização de fármacos aprovados para o tratamento da obesidade são indicados apenas quando a orientação nutricional somada à atividade física não obtiver êxito.

Fitoterapia no tratamento à obesidade

Moderadores de apetite, aceleradores de metabolismo, medicamentos fitoterápicos com a finalidade de emagrecimento já vem sendo utilizados. Eles auxiliam no controle de ingestão excessiva de alimentos e no combate ao colesterol. Considerados medicamentos de baixo custo, também tem efeito antioxidante e diurético, além de efeitos colaterais mínimos.

Nutro terapia

É um plano alimentar preparado de acordo com as necessidades do paciente, tomando todos os cuidados para manter o equilíbrio entre Macronutrientes, Macrominerais e Microminerais, mantendo o organismo em harmonia com aquilo que ele necessita.

Chá-verde

O chá-verde é eficaz para o tratamento da obesidade. Seus mecanismos moleculares exercem redução do peso e gordura corporal aumentando a oxidação lipídica, o  gasto energético, diminuição da diferenciação de adipócitos e morte celular de adipócitos maduros.

 Acupuntura

A prática terapêutica da medicina tradicional chinesa traz efeitos benéficos no tratamento, podendo melhorar diversos aspectos na vida do paciente, como sintomas de depressão, controle da ansiedade e autoestima.

Contudo, a ciência continua avançando e especialistas estudam novos métodos que podem auxiliar na prevenção e combate à obesidade.

Proteínas e a queima de gordura

O estudo realizado pelo Joslin Diabetes Center em Boston,  nos Estados Unidos, está tentando desenvolver um medicamento que pode ajudar no tratamento de obesidade, diabetes e doenças metabólicas. Os cientistas descobriram que algumas categorias de proteínas FGV podem inibir o corpo humano de acumular gordura. O principal objetivo é sintetizar a pesquisa e transformá-la em remédio.

Pílula contra obesidade

Em Harvard, os pesquisadores estão desenvolvendo uma pílula contra a obesidade. Por meio do acionamento de uma molécula capaz de transformar a gordura branca, considerada ruim em gordura (marrom) que é boa para o organismo. O medicamento está em fase de estudos e deve passar por diversos testes antes de chegar no consumidor final.

O neurotransmissor Nociceptina

Cientistas da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, descobriram um circuito cerebral que regula a alimentação hedônica (motivada pelo prazer) e de seu neurotransmissor, a nociceptina. Este pode ser uma opção de combate mais eficaz contra a obesidade.

Os testes em animais de experimentação, nos quais a nociceptina é inibida, revelaram que estes perdem peso mesmo quando têm acesso a alimentos saborosos e hipercalóricos. A alimentação de ração normal não é afetada. Estudos em seres humanos ainda estão no início.

A Azimute Med oferece apoio e atendimento necessário para pacientes com doenças crônicas através dos nossos programas de suporte. Os casos são acompanhados de forma individual, personalizada e disponibilizamos maior acessibilidade a diagnósticos e tratamentos.

 

Leia também: Saiba como cuidar da sua saúde mental durante a pandemia do COVID-19

 

Fontes:

https://saude.gov.br/noticias/agencia-saude/45612-brasileiros-atingem-maior-indice-de-obesidade-nos-ultimos-treze-anos

https://abeso.org.br/sbem-nacional-e-abeso-lancam-nova-campanha-do-dia-mundial-da-obesidade/

https://www.thieme-connect.de/products/ejournals/abstract/10.1055/s-0038-1674888

https://www.thieme-connect.de/products/ejournals/abstract/10.1055/s-0038-1675093

https://www.unip.br/presencial/comunicacao/publicacoes/ics/edicoes/2016/01_jan-mar/V34_n1_2016_p17a23.pdf

https://veja.abril.com.br/blog/letra-de-medico/nociceptina-a-nova-fronteira-no-combate-a-obesidade/ 

https://catracalivre.com.br/quem-inova/cientistas-estudam-criacao-de-pilula-contra-a-obesidade/

https://www.metropoles.com/saude/cientistas-descobrem-proteinas-que-ajudam-na-queima-de-gordura

https://g1.globo.com/ce/ceara/noticia/2019/09/12/pesquisadores-cearenses-estudam-utilizar-fibra-de-caju-para-combater-a-obesidade.ghtml

Deixe um Comentário:

Your email address will not be published.

Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram