Pergunte-me: 5 respostas para as dúvidas mais comuns sobre PSP

Pergunte-me: 5 respostas para as dúvidas mais comuns sobre PSP

A AzimuteMed se tornou a maior empresa de PSP do Brasil, desenvolvendo programas personalizados de saúde, desenhados de acordo com as necessidades de cada segmento: indústria farmacêutica, empresas, corretoras e operadoras de planos de saúde. E prestando serviços a esses mercados, a empresa segue em expansão, fechou o ano de 2018 com faturamento de R$ 32 milhões, 17% superior em relação ao ano anterior.

E ninguém melhor para esclarecer todas as dúvidas sobre programas de suporte a paciente e diagnóstico que a Azimute Med, hoje, a empresa e seus colaboradores impacta a vida de mais de 1 milhão de pessoas, que participam de programas personalizados desenvolvidos para dezenas de doenças e condições de saúde como: Artrite Psoríasica, Artrite Reumatoide, Diabetes, vários tipos de canceres, Doença de Gaucher, DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica), Esclerose Múltipla, Espondilite Anquilosante, Fibromialgia, Gestação de risco e recém-nascido de alto risco e Hipertensão.

Vamos lá nas dúvidas mais comuns que recebemos dos nossos clientes e pacientes:

1 – Como funciona o atendimento de mais de 1 milhão de pacientes? São presenciais, online, como funciona?

A Azimute Med desde 2011 vem se aperfeiçoando para atender seus pacientes cada dia melhor, então no decorrer dos anos buscamos recursos modernos em atendimento para uma prestação de serviços de saúde mais rápida e eficiente. Utilizamos constantemente ferramentas modernas de realidade virtual, realidade aumentada e inteligência artificial, chatbot, aplicativos e videoconferência para orientação correta na administração de medicamentos e para aumentar a qualidade de vida do indivíduo portador de doenças crônicas. Além disso, contamos com mais de 1000 visitadores externos para atendimento à domicílio quando necessário.

2 – Quais profissionais possuem para o atendimento aos pacientes?

O atendimento é feito por profissionais de saúde – educadores, enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais e educadores físicos – que se especializam na orientação para cada doença e respectivo tratamento. Os contatos são feitos com base no conceito de atendimento humanizado, com linguagem acessível. Ao ingressar no programa, a primeira conversa é pelo telefone. Em seguida, o paciente poderá receber visitas presenciais ou online (através de videoconferência), e-mails e mensagens de texto via celular.

3 – Como os programas de suporte ajudam os pacientes e a população em geral?

O foco dos programas é apoiar pessoas portadoras das mais diversas doenças, de diabetes a patologias raras, proporcionando adesão ao tratamento, facilitando o acesso a medicamentos e orientando sobre os cuidados e prevenção. E com esse atendimento humanizado e acesso ao cuidado, se consegue estabilizar a saúde das populações, garantir a eficácia dos medicamentos e otimizar o investimento com doenças que poderiam ser tratadas logo de início.

4 – O que o PSP oferece a pacientes com doenças crônicas e raras?

O programa oferece informação, apoio, atenção e carinho de uma equipe multiprofissional, que inclui  enfermeiros, nutricionistas, psicólogos, fisioterapeutas, farmacêuticos e educadores. Que acompanham o paciente em todo o seu tratamento.

5 – Como a Azimute se tornou a maior empresa de PSP do Brasil?

Com muito trabalho e comprometimento esse resultado foi rápido e muito esperado, especialmente quando estamos falando de saúde, onde contribuímos e geramos muito mais resultados para a indústria e operadoras de saúde. Foram muitos planejamentos e análises sobre o que funcionava bem e o que poderia ser melhorado. Sendo assim, conseguimos enxergar onde estavam os principais problemas e vislumbrar as principais oportunidades.

Programa de suporte ao paciente e diagnóstico
Programa de suporte ao paciente e diagnóstico
error: Conteúdo Protegido!